A Aurora Boreal!


Esta semana a  Débora Giusto  (@deboratg) conta mais um pouco sobre a sua viagem para a Noruega. Semana passada ela escreveu sobre Tromso e agora nos conta sobre a inesquecível Aurora Boreal. Fiquei com vontade de ir no próximo inverno! 

Que céu é este??!! (Fotos de Ricardo e Florian/Arctic Guide)
Fazia um tempo que ficava falando para todo mundo que queria ver a Aurora Boreal, pensava que só precisava do inverno e o céu estrelado. Simples assim veria a Aurora Boreal.

Pesquisa feita, decidi ir para Tromsø na Noruega, uma cidade com estrutura e que o frio não era congelante. Comprei as passagens, fiz o roteiro e vamos a caça da Aurora Boreal.

Para variar, as surpresas são na hora que você já está a um milhão de km de casa e seu sonho parece mais distante, a realidade bate na porta.

Na primeira noite, de caça a Aurora percebo que não é tão simples vê-la, existem aplicativos e programas que prevêem a intensidade da Aurora Boreal. O guia te leva a um lugar longe das luzes da cidade, num lugar bem amplo e aberto para que possamos enxergar quase 180 graus, melhor o céu aberto com estrelas, melhor mas não tão necessário que a Lua esteja lá, e por fim sorte. 
Algo não tão necessário, uma boa maquina fotográfica e o tripé, eu digo assim porquê EU queria ver e não precisava mostrar para todos, vai de cada um!
Aahhhh....e algo muito necessário são as roupas de neve, mas se você não está seguro com sua roupa, as três empresas que fui, emprestavam um macacão para neve.
Voltando a caça, depois de achar um lugar, saímos do quentinho da van, e vamos esperar a Aurora boreal. No inicio o guia  mostra ela se formando, algo bem interessante que a olho nu não se vê tão bem, e ela vai aumentando e formando uma faixa verde.... E de repente desaparece. Neste passeio o guia ofereceu café e chocolate quente numa caneca muito linda de madeira, e um doce tipico da região, sendo um tipo de pão super fino, com um tipo de queijo e canela, estava delicioso. O custo foi 1050NOK e chama-se  The Northern Lights Bus.

Na segunda noite os guias da Arctic Guide Service  fazem a primeira parada num local bem aberto, mas depois de alguns minutos decidem que lá não está bom, e voltamos ao ônibus, e dizem que vamos em direção a Finlândia. Chegamos na Finlândia descemos do ônibus, caminhamos menos de 5 minutos  pela neve, para um lugar longe da estrada, e chegamos a um ponto e lá esperamos! A Aurora foi mais discreta que no primeiro dia, mas tão interessante quanto. No meio da neve, nos ofereceram chocolate quente e cookies. O custo foi de 950NOK.

Aurora Boreal (Fotos de Ricardo e Florian/Arctic Guide)
A terceira noite eu já não estava mais empolgada, porquê havia nevado o dia todo, as nuvens estavam lá, e a intensidade não estava boa. Paramos num ponto, e a guia falou que não estava bom, partimos para outro ponto e lá ficamos esperando. O céu estava estrelado, mas com o tempo passando as nuvens vieram e cobriram tudo. Minha ultima noite e nada de Aurora Boreal! Mas foi nesse dia que mais conversei... :-) No grupo um peruano, que mora em Israel e fez com amigos israelenses um "bate volta" de 24horas para caçar a Aurora Boreal, uma unica noite! Nesta noite ofereceram chá, café, chocolate quente e biscoitos. O custo foi de 950NOK e chama-se The Northern Lights Hunter.

Para pessoas mais corajosas, que estejam acompanhadas, saibam dirigir na neve e conheçam a região deve valer mais a pena alugar um carro. Tirando que você pode olhar os aplicativos e "correr" para onde ela está aparecendo! 

Todas as fotos foram clicadas no segundo dia pelos guias Ricardo e Florian da empresa Arctic Guide Service. O facebook da empresa é atualizado todos os dias com fotos da Aurora Boreal. 

Agora que eu sei, não fecharia nenhum passeio antes, compraria todos lá, como não podemos prever o tempo, já na cidade e com a ajuda do pessoal da Visit Tromso dando dicas das empresas é muito mais interessante. E não ganhei nada deles para falar tanto, mas são pessoas super honestas. 

Aurora Boreal (Fotos de Ricardo e Florian/Arctic Guide)
Aahhhh...e vale cada NOK!! :-) Foram experiências incríveis, mesmo não vendo do "jeito que EU queria", mas aquele céu estrelado...foi inesquecível!! Mesmo com o meu pé congelando me diverti muito!!

Inesquecível (Fotos de Ricardo e Florian/Arctic Guide)
Escrito por Débora Giusto.

Tromso, Noruega


Este post foi escrito pela querida amiga Débora Giusto (@deboratg). Ela esteve na Noruega para ver a Aurora Boreal e passou alguns dias na cidade de Tromso. Por enquanto ela irá contar um pouquinho da cidade, mas o próximo texto será sobre a incrível Aurora Boreal! Bora para as dicas de Tromso:

Quando decidi ver a Aurora Boreal pensei na Noruega, Finlândia e Canadá.

Consegui uma passagem mais barata para Frankfurt, e com pesquisas em blog de turismo, percebi que a cidade de Tromsø na Noruega não era tão fria e tinha toda a estrutura. E depois fiquei sabendo que era a maior cidade do norte da Noruega.
Catedral da cidade

Quando fiz a procura por hostels, só achei um, e já estava lotado. Pesquisei no airbnb, só achei quarto privado e se eu quisesse pagava pelo café da manhã, sendo que era um pouco (menos de vinte reais) mais barato. Então, optei por um hotel  barato e com boa localização: o Rica Grand Hotel. Sem esquecer que fui na alta estação, entre Natal e Ano Novo. Adorei o hotel, e o café da manhã era muito bom!
Decoração de natal!
Um banheiro público
Estava planejando trocar os euros no aeroporto de Oslo, mas ao despachar a mala, a atendente disse que não teria tempo, pois o portão de embarque era longe. Então deixei para trocar em Tromsø, no aeroporto não tem casa de cambio, só uma maquina para sacar dinheiro. Falando em casa de cambio, essa é a parte engraçada, o banco não faz o cambio, é necessário ir ao correio. Cidades de interior! :-) Comprei euros no Brasil. 
Para entenderem um pouco de valores: 1 Euro são quase 9 NOK, quando troquei 1 Euro estava 3.40 reais.


Do aeroporto para o centro da cidade existe um ônibus  e custa 70 NOK.  Passando pela rua principal. Esse ônibus sai de 20 em 20 minutos. Não sei o preço dos táxis, mas eles ficam na saída do aeroporto.


Como fui no inicio do inverno, o sol não aparece, fiquei sabendo que o "pior" dia do ano é dia 21/12 quando fica escuro o dia todo, com o passar dos dias a luz do sol vai reaparecendo, até chegarem ao Sol da meia noite! :-) Quando estava lá a claridade ficava entre 11:30 e 13:30 em média! Mas nada de sol.

A claridade do dia!
O centro de turismo Visit Tromsø é bem legal! Todos os dias tinha fila para compras e explicações de passeios. Os atendentes são bem atenciosos; esclarecem e ajudam nas escolhas de passeios. Antes de ir fechei pelo site duas noites para caçar a Aurora Boreal, mas lá percebi que não é necessário. Sempre tem vagas com algum grupo!
 
Visit Tromso                         
Já sai daqui sabendo que tudo era caro, então parei de fazer conversões, e fui jantar num restaurante do lado do meu hotel, chamado Egon . Os pratos são grandes e o meu estava delicioso. Um outro dia fui comer pizza num lugar chamado Yonas , é tipo pizza pan, aquela da pizza Hut, estilo americano. Fiquei chateada, vi que em Tromsø também colocam Catchup na pizza!! Rsrs
Só uma dica: quando chegar a um restaurante sente na mesa e deixe seu casaco, veja o numero da mesa e vá ao caixa fazer seu pedido, lá você já pede, paga e eles levam sua comida na mesa!
Cheguei dia 26 de dezembro a noite na cidade, e não sabia mas todos os lugares estavam fechados por ser feriado. A recepcionista me indicou um Seven eleven perto do hotel para comer.

Salmão
Pizza Marguerita
Fiquei sabendo que, se for alugar um carro, não poderá estacionar em qualquer lugar, só no estacionamento publico. 
Adorei tudo nessa cidade, é linda! Me apaixonei por essa vista.

Me encantei!

Escrito por Débora Giusto.

Circuito Lagoa Azul, Lençóis Maranhenses


Lençóis Maranhenses
Minha primeira aventura nos Lençóis Maranhenses foi no circuito da Lagoa Azul. Ao todo foram três dias de passeios por dunas e lagoas do parque nacional. Todos eles surpreendentemente lindos, mas o primeiro foi particularmente mais emocionante. Afinal nunca tinha visto aquele "mundo" de dunas repleto de lagoas. Foi paixão a primeira vista e, na minha opinião, o pedaço mais bonito do Brasil são os Lençóis Maranhenses. Sem dúvida.

Fiquei maravilhada!
Lençóis

Realizamos o passeio pela agência São Paulo Ecoturismo  (recomendo) e optamos pelo período da tarde. Além de visitar o parque, queríamos ficar para ver o Pôr do Sol.
O transporte é realizado em carro 4x4, pois a estrada de acesso é bem acidentada e lógico com muita areia. Mas antes de chegarmos à trilha de acesso, fazemos a travessia pelo Rio Preguiças em uma balsa. Feita a travessia, prepare-se para sacolejar muito até a entrada do parque. O tempo de percurso é de 30 a 40 minutos aproximadamente. Mas é bem divertido!
 Valor: 60,00 por pessoa.

Veículos a espera para travessia na balsa: enquanto isso podemos comprar artesanato nas lojinhas!
A balsa chegou!
Atravessando o rio com a balsa.
Chegando na entrada do parque, fazemos todo o percurso caminhando. O Sol na região é muito intenso, mas para nossa sorte venta muito também. Fundamental não esquecer filtro solar e um chapéu.
Confesso que estava morrendo de medo desta caminhada no Sol + areia + vento + sedentarismo da minha parte, mas é tranquilo e tinham até alguns casais com crianças. No final dá tudo certo e é muito recompensador! Só não esqueça de que boa parte do passeio é caminhando, então nada de bolsa pesada. Leve apenas o essencial.
Avistando mais uma lagoa durante a caminhada! 
Lindo!
Me senti na novela "O Clone"!
O passeio é realizado com guia que vai nos passando algumas informações sobre os Lençóis e nos apresentando a cada lagoa. Neste circuito conhecemos a Lagoa da Preguiça, Lagoa da Esmeralda, Lagoa Azul, Lagoa da Paz e Lagoa do Peixe.
Era setembro de 2013, início do período da seca. Estava preparada para encontrar as lagoas vazias, mas para minha surpresa este ano choveu muito e as mesmas estavam cheias. Muitas com água na cintura. Depois desta bela notícia, a viagem ficou perfeita.
Conhecer aquele paraíso e ainda se dar ao luxo de poder entrar nas lagoas foi fantástico. Fizemos parada para banho em duas delas. Maravilhoso!!! Tinha ouvido falar que estes passeios eram muito corridos e que os guias o tempo todo ficavam nos apressando. Felizmente não passei por isso, fizemos paradas tranquilamente e com um bom tempo para se refrescar.

A hora esperada!
Perfeito!
Esta era a minha vista!
Após a parada para banho, fomos em direção à Lagoa do Peixe para esperar o Pôr do Sol. Fechamos em grande estilo o nosso passeio, pois foi algo inesquecível ver o Sol se pôr naquela imensidão de areia e lagoas.
Rumo ao Pôr do Sol
E de repente o sol vai baixando...
... e mudando a cor da areia!
Lindo
Olha isso!
Finalizo dizendo que esta é uma experiência que todo mundo deveria passar. :) Voltarei um dia.







Cânion do Xingó: um passeio pelo Rio São Franscisco


2014 me reservou belas surpresas de viagem:  Bonito, Lençóis maranhenses e Sergipe me fizeram gostar ainda mais de viajar pelo Brasil. O ponto alto da viagem para o Sergipe foi navegar pelas águas do Rio São Francisco.
 Estávamos em Aracaju e não abrimos mão de fazer este passeio tão bem recomendado. O catamarã parte da cidade de Canindé de São Francisco, 200 km da capital sergipana e na divisa com o Estado de Alagoas. O caminho até lá é tranquilo e a estrada é boa. O tempo de viagem é de 3 horas aproximadamente, portanto é bom sair cedo se for fazer um bate e volta como fizemos.
O catamarã é bem equipado, possui bar e duchas para quem quiser aliviar o calor que é intenso.
A paisagem é única: um rio com água esverdeada e formações rochosas que completam o lindo cenário como a Pedra do Japonês, do Cruzeiro, da Águia e Morro do Macaco.
Navegamos cerca de uma hora até chegar ao cânion e durante o percurso  somos arrebatados pela beleza do lugar.

Os catamarãs partem do Restaurante Karrancas em Canindé
As águas do Rio São Francisco
Aos poucos vamos entrando e avistando esta paisagem linda!
Formações Rochosas tão comuns na paisagem
Rio São Francisco
A origem do Cânion se deu a partir da construção da Usina Hidrelétrica do Xingó. Formou-se um grande vale com 65 km de extensão e em determinados pontos se chega a 170 metros de profundidade. Está entre os maiores cânions do mundo.
A parada para mergulho é na Gruta do Talhado. A embarcação fica atracada por uma hora e a área de mergulho é delimitada. A gruta recebeu este nome porque as paredes parecem ter sido talhadas a mão de tão perfeitas.

Vai e vem de catamarãs pelo Rio
Visual lindo demais!
Área para mergulho
Rio São Francisco
Rio São Francisco
Imagem de São Francisco
Além do mergulho podemos pegar um barquinho e dar uma pequena volta entre as estreitas paredes no "miolo" do cânion. Este passeio é opcional e se paga a parte diretamente para o barqueiro o valor de 5,00. Apesar da volta ser curtinha, vale muito a pena. Aqueles paredões são absolutamente lindos de perto!

Barquinho que nos leva aos paredões
Não tem como perder a oportunidade de ver isso de perto
Olhem a cor da água!
Olhem que lindo parte II
Cânion do xingó
Adorei!
Fim do rolê
Céu!
Um close do paredão
Quanto custa: 70,00 pelo passeio de catamarã e 5,00 opcionais pelo barquinho que dá a volta na Gruta do Talhado.
Fizemos nosso passeio por conta própria e fizemos a reserva diretamente com a empresa responsável pelos catamarãs. Se você estiver com um grupo de pessoas, sai mais em conta alugar carro e fazer os passeios sem agência.
Almoço: O passeio tem três horas de duração e o ponto de desembarque, assim como o de embarque, é no Restaurante Karrancas. Achamos o lugar muito cheio, visto que todo mundo que retornava acabava parando ali. Achamos melhor voltar e comer em Aracaju.
Para mais informações acesse o site da MF-Tur e veja os horários de saída dos passeios.
Gosto é uma coisa bem pessoal, mas de tudo que vi no Sergipe, o Rio São Francisco e o cânion foi o mais bonito que vi por lá!

Cânion do Xingó
Rio São Francisco
Nosso catamarã
Rio São Francisco
Fim de passeio e a paisagem do sertão!





 

Roteiros da Lu Copyright © 2012 Tema base de Ipietoon | Design por Bruberries